quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A tristeza de uns é a alegria de outros...

Pois é! A vida é feita de coisas positivas e negativas. De negativas estamos fartos!...
E, como a Relatividade prova, tudo é relativo. O que é triste para uns é a alegria dos outros.
Para os meus amigos verificarem o estado em que está esta amiga que tanto os abandona, aqui fica o registo de uma prenda de Natal especial que tive.
Na manhã do sábado anterior ao do Natal fui, como é habitual, tomar a bica com a minha amiga Amélia; como precisava de levantar dinheiro, aproveitei a caixa multibanco que existe no local, quando vínhamos a sair, para levantar 150 €. De seguida, fui a uma loja que fica logo a seguir para fazer uma compra e, quando ia pagar, verifiquei que não tinha o dinheiro. Fazendo um a rápida retrospectiva, não me lembrava de ter feito o gesto para retirar o dinheiro, já que aquela caixa tem a saída deste no fundo de um espaço que não fica ao mesmo nível dos locais para o cartão e o talão e não tem aquela voz sonante que grita: "retire o seu dinheiro".
Como a Amélia me disse que já lhe acontecera o mesmo e tinha conseguido recuperar o dinheiro, regressei de imediato à referida caixa, mas estavam pessoas em fila, para a utilizar (a máquina dá algum tempo para ser retirado o dinheiro e depois bloqueia e já não pode ser utilizada) pelo que aguardei a minha vez para levantar novos 150 €, procurando esquecer o assunto (se foi para alguém que realmente precisava dele, fico menos aborrecida); entre as duas operações decorreram 10 minutos. Uns dias mais tarde, uma ex-funcionária bancária disse-me que comunicasse ao meu banco, porque era possível descobrir quem levantou o dinheiro e até conhecia um caso em que isso aconteceu. Assim fiz, mas o funcionário que me atendeu não me deu grandes esperanças. Portanto, para além da crise, o meu Natal foi "roubado" em 150 €. Que tal?
A próxima, já a seguir, é de coisa positiva, prometo.

3 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Onde é que eu já tinha ouvido isto?! :-))
Juro que não fui eu!

carol disse...

E ela a dar-lhe com a Relatividade!
Não pode negar que é de Física....
Deixa lá! Morrer há-de ser pior e... foi só dinheiro.

map disse...

Pois é! Gente fina não fala de dinheiro...
Esqueci-me!
Será que o jantarinho pode ser a 17, sua "andarilha"?