domingo, 4 de abril de 2010

Uma partidinha da Leonor


Começou bem, a Leonor!
Estava previsto nascer lá para o dia 11 e o médico, na observação da última semana, afirmou que ela esperaria, pelo menos, mais uma semana ou mesmo duas. Assim, estávamos preparados para ir passar a Páscoa à aldeia. No sábado de manhã, quando estávamos a preparar a saída, toca o telefone. A Leonor preparava-se para nascer nesse dia. Os planos viraram-se do avesso. Ficou tudo à espera e ela só apareceu ao começo da noite, às 19:45 h, mas nós só soubemos já passava das 21 h. Uff! Foi um dia stressante, mas valeu a pena.
Cá está uma menina de cabelo muito preto e nariz arrebitado (já se identificaram as parecenças com os progenitores), a fazer as delícias da família. Como só havia uma menina nesta geração, sempre fica a família mais equilibrada.
Quando tentava arrumar papéis, encontrei um pequeno bloco de apontamentos (2005?), onde tinha escrito um poema da autoria de Sebastião da Gama. Não sei onde o encontrei, mas se o escrevi ali, foi decerto porque gostei dele. Acho que fica bem aqui.
Quando eu nasci
Ficou tudo como estava.
Nem homens cortaram veias
Nem o Sol escureceu
Nem houve estrelas a mais…

Somente,
Esquecida das dores,
A minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,
Não houve nada de novo senão eu.

As nuvens não se espantaram,
Não enlouqueceu ninguém…

Para que o dia fosse enorme,
Bastava
Toda a ternura que olhava
Nos olhos de minha Mãe…


4 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Mais outra "Carneiro" para a colecção! :-))
Já sabia da boa nova através do novo blogue da nossa amiga...
Gostei do nome!
Aliás se me chamasse Leonor como a minha irmã e nenhuma das minhas netas tivesse esse nome parecia-me mal mas isso sou eu que tenho mau feitio, a minha irmã não se pronuncia! :-))
Se alguma vez for avó e de uma menina gostava que se chamasse Leonor mas se a tua Leonor se chamasse Laura também não ficava mal!
Parabéns a toda a família e que a Leonor tenha uma vida longa, feliz e saudável!

Abraço

map disse...

Obrigada, amiga.
Para já, está tudo bem. A mãe é que não esteve presente na inauguração da farmácia, mas ela já andava a desconfiar que isso ia acontecer.
Bjs

fernanda s.m. disse...

Ora pois, mais uma Leonor! Parabéns à própria, aos Pais, Avó e tia-babada-avó ! Eu digo mais uma, pois a minha primeira neta ( o mais velho de todos é rapaz...) também é Leonor.

Que eu bom tempo tenha vindo com auguro de vida feliz!

As minhas "férias" ainda não acabaram, pois desde o fim de semana da Páscoa que estou, sozinha, com os 5 mais novos que só vão amanhã à noite para suas casas.

Leonor é um belo nome - de raínha - mas de que rima com amor, etc..
Beijos.

Amélia disse...

Pois...tal como eu previa desde que a mãezinha dela me avisou de que «desconfiava» que estava grávida- «de esperanças» se diz na minha terra e creio que noutras -(estava foira de Leiria, em agosto) e depois me disse o nome sempre afirmei que esta Leonor viria «fermosa e bem segura»...E veio.E espero que possa sentir qualquer dia como é bom andra «pela verdura»...Ela é mais uma sobrinha de adopção que ganhei...