terça-feira, 8 de fevereiro de 2011



Partilho porque gosto.
Mandaram-me como sendo do Chico Buarque:

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo... Isto é carência.
Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar... Isto é saudade.
Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para realinhar os pensamentos... Isto é equilíbrio.
Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsivamente para que revejamos a nossa vida. .. Isto é um princípio da natureza.
Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado... Isto é circunstância.
Solidão é muito mais do que isto.
Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma....


2 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Solidão é como diz um grande poeta
"andar sozinho entre a gente" e eu acrescento - à procura de si...
É isso mesmo, muito bem expresso nessa última linha!

Abraço

carol disse...

Muito bonito. E é bem verdade. Escreve muito bem o poeta-cantor.